Cafeína durante a gestação

A cafeína é um dos estimulantes mais procurados. Mas agora que você está grávida, talvez precise prestar mais atenção na quantidade de cafeína que você ingeri diariamente.


A cafeína é um estimulante e um diurético. Então, ela aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca, que não são recomendadas durante a gravidez.

A cafeína também aumenta a frequência de micção. Isso causa uma redução nos níveis de fluidos corporais e pode levar à desidratação.

A cafeína atravessa a placenta para o seu bebê. Embora você possa ser capaz de lidar com a quantidade de cafeína que alimenta seu corpo, seu bebê não pode. O metabolismo do seu bebê ainda está amadurecendo e não pode metabolizar totalmente a cafeína.

Qualquer quantidade de cafeína também pode causar alterações no padrão de sono do seu bebê ou padrão normal de movimento nos estágios finais da gravidez. Lembre-se, a cafeína é um estimulante e pode manter você e seu bebê acordados.

A cafeína não é encontrada apenas no café, mas também no chá, no refrigerante, no chocolate e até mesmo em alguns remédios que aliviam a dor de cabeça. Esteja ciente do que você consome.

Para muitas pessoas, a cafeína tem efeitos favoráveis ​​sobre os níveis de energia, foco e até enxaquecas. Além disso, algumas bebidas com cafeína oferecem benefícios para a saúde.

No entanto, a cafeína pode causar efeitos colaterais negativos em alguns e pode representar riscos durante a gravidez.

Benefícios potenciais
A cafeína é comprovada para melhorar os níveis de energia e foco.

Pesquisas mostram que a cafeína estimula o cérebro e o sistema nervoso central, o que pode ajudá-lo a ficar acordado e aguçar o estado de alerta mental.

Algumas bebidas com cafeína contêm antioxidantes, compostos benéficos que podem proteger as células de danos, reduzir a inflamação e afastar doenças crônicas.

Riscos potenciais
A cafeína tem muitos benefícios potenciais, mas existe a preocupação de que ela possa ser prejudicial quando consumida durante a gravidez.O índice de abortos espontâneos aumenta para as mulheres que tomam de cinco a seis xícaras de café diariamente. A cafeína pode interferir na absorção do ferro de que tanto você e o bebê precisam.

Muitas mães deixaram de ingerir o café e sentiram sintomas de abstinência da cafeína porque interromperam a cafeína repentinamente , sentiram cefaleia, irritabilidade, fadiga. Retire gradativamente  

Ebook Grátis: Saiba os cuidados na Gravidez que quase ninguém comenta

Taciana Pessoa

Olá ,Bem Vindos! Meu nome é Taciana Pessoa, sou mãe e empreendedora. Criadora do blog SÓ MAMÃE FAZ . Vou dividir com vocês a experiência de ser uma mãe empreendedora, que trabalha em casa,faz exercícios, cuida da filha, da casa, faz comidinhas saudáveis,adora a família, faz lembrancinhas e organiza festinhas…afinal;

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *